Motorcycle Car Cigarette Lighter With LED Light Boat Power Socket Outlet Plug 12V 120W Unviersal

focus usb, electronic components desolders

Pioneer Cable

Dual usb car charger & lighter. Car 2 way lighter power. Phone charger. 0.7cm. Original car parts. Marine switch panel 6 gang with usb charger power socket voltmeter. Wholesale 12v plug waterproof. Maintainer. Ignition switch panel. Wholesale adaptor cigarette lighter. Fashion. Dual usb port. Jetta             1999-2011             : Music format: Car charger hammer. 

Peugeot 301

Cigarette for. Self adapting to the charging devices. 10.6cm. 3.7*5*3cm/1.5*2.0*1.2". Ns9932. 65*89*95mm. 2 port usb car charger. Inline car |: Connection car charger. Crocodile clip cigarette lighter. Dc5v 1a(left) dc 5v 2.1a(right). 2.5cm. All years. Compatible: Cigarette lighter usb charger. Fuse: Fxtecce. Boomboost. 

Phone Ptt Radio

Guangdong, china (mainland). 14.5cm. Charger scooter. Voltage: Traveller car. (material, texture) material, quality: Rated socket power: Arc double2006-2011. Car marine boat carvan. 

Wholesale Arc Lighter Usb

Black shellPower bank plm05zm. Light cigarette. Audi auto parts. 2 way car cigarette lighter dual splitter socket dc 12v power charger. 0.043kg. Lighter sexy. Usb wall charger 3 port home. Universal ac/ dc power converter. Cigarette lighter usb charger. Material: Sd card bluetooth adapter. 5a (60w). 12 v dc plugUsing voltage: Cargador usb motorcycle. Custom logo: Nautical compass. 


meta property="og:type" content="tumblr-feed:tumblelog" /><"http://vocerealmentesabia.tumblr.com/page/7" />

Voce realmente sabia?

Curiosidades sobre a vida

A Ciência do beijo

Beijar é estranho. Vamos confessar: nós adoramos, mas se pensarmos bem você está colocando sua boca aberta na boca de outra pessoa, trocando líquidos corporais e bactérias… Parece muito estranho mesmo, não é? Isto indica que deve existir um bom motivo para fazermos isto.


De acordo com pesquisadores de diversas & aacute;reas existem muitas boas razões para beijar muito!

Começando pelos olhos… Ao beijar, tudo começar pelos olhos.  Os lábios de humanos são únicos no mundo animal. Eles são expostos (evertidos) para chamar a atenção de parceiros, pois para beijar precisamos de duas pessoas. 

Um estudo mostrou que 8 em cada 10 mulheres passam batom na cor vermelha e parece que os homens são atraídos por isso. Macacos também chamam atenção com algo parecido, porém, os lábios que eles observam ficam mais embaixo. Evolucionistas propõe que os lábios de humanos surgiram por causa da nova posição bípede que o ser humano arrumou e os lábio ficaram parecidos como as vaginas das fêmeas de nossos ancestrais. A observação sobre a fertilidade entre os humanos começ ou a ser feita cara a cara.


O beijo dispara uma reação incrível em nosso cérebro e músculos. Cinco dos 12 nervos cranianos são ativados e mais de uma dúzia de músculos trabalham conjuntamente para que um bom beijo aconteça. Um destes músculos, por exemplo, é o mesmo músculo que usamos quando ainda somos um bebê mamando no peito de nossas mães. A amamentaç&at ilde;o é um momento especial para o ser humano, pois o ato de mamar cria conexões entre mãe e filhos através do hormônio ocitocina.


A memória do uso deste músculo resgata os caminhos para a liberação deste hormônio relacionado com a criação de laços afetivos, portanto o beijo tem um papel muito importante psicologicamente falando e demonstra como a amamentaçã o pode ser o primeiro indício sobre como o beijo surge como um gesto cultural presente em todos os grupos humanos do planeta.

Além disso, o olfato também tem um papel importante durante o beijo. Ao se aproximar para dar aquela “bitoca” gostosa, nossos narizes se aproximam da outra pessoa e sentimos seus cheiros e também recebemos alguns químicos que apesar de indistinguíveis são bem particulares de acordo com os indivíduos (os feromônios).

O hálito também é importante porque ele indica a situação de saúde da pessoa beijada. Em muitas culturas, o beijo é registrado como primeiramente uma experiência olfativa, como o beijo de esquimó.


Para se ter uma ideia de que o beijo é tão importante, basta observar que os neurônios relacionados com a sensação da área dos lábios é incrivelmente maior que os neurônios do córtex somatosensorial relacionados com as genitálias.

Ainda sobre as experiências do beijo em nosso cérebro, o primeiro deles traz para o nosso corpo uma avalanche de novidades. Há um grande influxo de dopamina para o cérebro no mesmo caminho que algumas drogas estimulantes fazem. Ou seja, o beijo é com um antidepressivo. A adrenalina e noradrenalina se espalham na corrente sanguínea e seu coração bate mais forte, mandando uma quantidade maior de oxigênio para o cérebro. Além de fazer as pupilas dilatarem, o que pode ser um motivo para fecharmos os olhos enquanto nos beijamos.

Também há uma descarga de endorfina pela hipófise, que leva a um estado de euforia e a sensação de que o tempo passa de forma diferente. Outro benefício do beijo observado por pesquisadores é de que se dado durante vários dias seguidos, ele diminui o produto químico relacionado com o stress, o cortisol.


Portanto, beijar faz muito bem à saúde. Cria laços entre as pessoas e não depende de cor, sexo, religião, classe social ou posição política para deixar alguém mais feliz!


Veja também: Surpresa: homens gostam mais de carinho e beijos


Fonte: Biologiatotal



via Blogger http://ift.tt/1umtB2F

Aranha caranguejeira Ravine

Medindo não mais que 3 cm, as caranguejeiras do gênero Cyclocosmia talvez sejam as aranhas mais incríveis e estranhas já conhecidas. Elas não só possuem o abdome que parece ter sido cortado ao meio, como também têm a traseira “tatuada” que serve como um tampão de camuflagem.


< div style="text-align: justify;">Quando se sentem ameaçadas as caranguejeiras Ravine, cavam uma pequena toca no solo onde entra de cabeça deixando apenas a traseira achatada, endurecida e bastante resistente selando a abertura. Este fenômeno é conhecido como fragmose que consiste na obturação do ninho com uma parte do próprio corpo. Este comportamento mantém os potenciais predadores confusos.


Por causa desta morfologia abdominal e do comportamento de fragmose, essas aranhas são muito difíceis de serem vistas e existem poucos pesquisadores se especializando neste grupo no mundo. Os padrões das tatuagens no disco abdominal são diferentes em cada espécie do gênero e por isso suas formas e desenhos são utilizados na identificação específica. As Cyclocosmias pertencem à família Ctenizidae e são encontradas geralmente na América do Norte.


Veja também: Aranha camelo

Fonte: diário da biologia


via Blogger http://ift.tt/1nutm8s

Basílica de Santa Luzia - Viana do Castelo - Portugal

Situada no alto do monte de Santa Luzia, em Viana do Castelo, a Basílica de Santa Luzia, foi começada a construir em 1903 e terminada em 1943, com projeto do arquiteto, Miguel Ventura Terra. 

 
A última fase da construção da basílica, que é considerada como inspirada na Basíl ica de Sacré Cœur, de Montmartre, Paris, viria a ser dirigida pelo arquiteto Miguel Nogueira, que contou para o trabalho sobre o granito, com o mestre canteiro, Emídio Pereira Lima. 

Está edificada sobre uma planta em forma de cruz grega e a sua arquitetura tem elementos neo-românicos e bizantinos, no topo da basílica uma varanda permite, em dias sem neblina, um vastíssimo panorama da região. 

A estátua de bronze, do Coração de Jesus, colocada na entrada, datada de 1898, é da autoria do escultor, Aleixo Queirós Ribeiro, os dois querubins do altar-mor, são da autoria do escultor Leopoldo de Almeida e esculpidos pelo Mestre Emídio Lima e Albino Lima, em mármore de Vila Viçosa. 

Os vitrais das rosáceas foram executados na oficina de Ricardo Leone, em Lisboa, o fresco que representa a via-sacra e a Ascensão de Cr isto, na cúpula, tem como autor, M. Pereira da Silva. O carrilhão é composto por 26 sinos.


Veja também: Castelo de Azay-le-Rideau - França


Fonte: guiadacidade

image

via Você realmente sabia? Foto Arte http://ift.tt/1FgThpW

Universidade cria bateria que dura 20 anos

Carregar o smartphone pode ser uma tarefa chata, ainda mais quando se precisa de bateria em pouco tempo. Pensando nisso, cientistas da Universidade Tecnológica de Nanyang, em Cingapura, desenvolveram uma bateria de lítio que consegue alcançar 70% de sua carga em apenas dois minutos. Além do rápido tempo de carregamento, a bateria possui uma vida útil invejável às outras baterias comuns: 10

image image image
image

via Você Realmente Sabia? Tecnologia http://ift.tt/11DlFmU

6 motivos para se exercitar ao ar livre

1. Melhora o humor - Um estudo de 2012 mostrou que passar um tempo ao ar livre faz as pessoas 50% mais felizes do que quando investem seu tempo dentro de uma academia.


Pesquisas anteriores também já relacionaram esta maneira de se exercitar à redução da te nsão, raiva e depressão. Um levantamento de 2010 mostra ainda que apenas cinco minutos de exercícios em contato com a natureza melhora não só o humor, mas também a autoestima.

2. Melhora a atenção e o foco - Um pequeno estudo da University of Illinois mostrou que crianças com déficit de atenção se mostraram mais aptas a se concentrarem depois de 20 minutos de caminhada no parque, do que as que andaram pelo meio da cidade. O que ficou comprovado é que o ambiente tem influência direta neste aspecto.

3. Contribui para o ‘repeteco’ no dia seguinte - As diretrizes de atividades físicas para americanos recomendam que os adultos façam duas horas e 30 minutos de atividade cardiovas cular moderada por semana, mais duas sessões de treinamento para  força muscular. Entre as horas de trabalho intermináveis e exigências da vida familiar, fica fácil pular o treino. Mas uma pesquisa feita em 2011 constatou que o exercício ao ar livre estimula a repetição no dia seguinte, mais do que aqueles que frequentam uma academia.

4. Mantém seu peso - O ar fresco, a luz do sol, a paisagem e o espaço aberto: existem muitos elementos lá fora que estimulam a atividade física. Um estudo de 2008 mostrou que as taxas de sobrepeso entre crianças que gastaram mais tempo ao ar livre foi 41% menor do que as que se mantiveram em ambientes fechados.

5. Recarrega as energias - Os exercícios, por si s&oa cute;, ajudam a revigorar as energias quando você está se sentindo mais lento. Mas o ar fresco parece aumentar ainda mais este efeito. Um estudo de 2009 da University of Rochester mostrou que apenas 20 minutos ao ar livre podem revitalizar tanto quanto uma xícara de café.

6. Aumenta os níveis de vitamina D - Fazer exercícios ao ar livre é bom e de graça, além do fato de contribuir para a elevação dos níveis de vitamina D no organismo. Isso pode ser especialmente importante para as pessoas que estão obesas, que têm duas vezes mais probabilidade de não obter a quantidade suficiente deste tipo de vitamina. Certifique-se, apenas, de caprichar no protetor solar.  

Veja Também: Opção de exercícios físicos - Dança

Fonte: saúde/terra


via Blogger http://ift.tt/1vEw91O

A Impressionte Cascata Pailon del Diablo

A Cascata Pailon del Diablo, ou Cascada de Río Verde, localiza-se perto da pequena comunidade de Baños, no Equador, no noroeste da América do Sul. É uma das cinco maiores quedas de água do Equador. 


O Pailon del Diablo tem aproximadamente 100 metros de altura. O ri o Rio Verde passa através de um desfiladeiro juntando-se ao Rio Pastaza criando um ruído trovejante, um turbilhão impressionante e muita névoa. 


As quedas de água são impressionantes. Para observar mais de perto pode-se descer ao longo de um caminho rodeado de uma luxuriante vegeta&cc edil;ão, através de orquídeas, hortênsias e vegetação de semi- selva, chegando a uma ponte suspensa e , de seguida, à beira da cascata. 


Aqui se encontra um mirante que permite aos visitantes observar toda a grandeza da natureza em redor. A cascata cai sobre uma forma&ccedi l;ão rochosa natural , envolvendo muitas vezes os visitantes numa densa nuvem de gotículas de umidade.


Veja também: Balancinho do fim do mundo no Equador

Fonte: 
férias para todos
Google images


via Blogger http://ift.tt/1Fb0gk9

Amizade comovente de uma autista de cinco anos com seu gato

Iris Grace é uma garotinha autista inglesa, de cinco anos, incrivelmente talentosa. Excelente exemplo de como o autismo pode revelar grandes talentos, ela pinta lindas telas, repletas de detalhes.


Famosa na rede, o que muitos não sabem, no entanto , é que ela conta com a ajuda de um grande companheiro de trabalho, que também é digno de louvores: Thula, seu gato terapêutico.


Com quase um ano de idade, Thula é um Maine Coon - raça super inteligente, muito conhecida por ser extremamente carinh osa - cuja personalidade gentil e compassiva é especialmente importante para o desenvolvimento de Iris, que é autista e ainda está em fase de crescimento.


“Thula ajuda muito Iris principalmente no que se refere as suas crises de ansiedades diárias, a man tendo sempre calma e confiante”, explica ao Bored Panda Arabella Carter-Johnson, mãe de Iris.





Veja também: Garoto autista fica mas falante e feliz após adotar cachorra resgatada

Fonte: estilo/catracalivre


via Blogger http://ift.tt/1wIIQVZ

Espécie de abelha pode aumentar produção de açaí em até 40%

Inseto ainda não tem nome científico, mas já é conhecida de apicultores paraenses. Açaí pode ter maior produtividade se polinizado com a abelha nativa.


Um dos processos importantes no desenvolvimento de frutos de qualquer &aac ute;rvore é a polinização. No Pará, uma espécie de abelha foi considerada “ideal” para polinizar o açaí, podendo aumentar em até 40% a produtividade da palmeira.

O inseto ainda não tem nome científico, e por enquanto está sendo identificado como Scaptotrigona sp, de acordo com seu gênero. Mas isso não impede de ser conhecido pelos produtores paraenses.

De acordo com o pesquisador Giorgio Venturieri, da Embrapa Amazônia Oriental, as vantagens de utilizar abelhas da região são inúmeras. “Com uma abelha nativa não é necessário introduzir um animal exótico à região, que poderia competir com os animais nativos”, explica Venturieri. Ele elenca também a facilidade de manejo e segurança.

A polinização do açaí acontece de forma cruzada, ou seja, o pólen de uma flor deve encontrar o estigma (órgão reprodutor feminino da planta) de uma flor de outra planta da mesma espécie. Quem faz essa troca genética são os insetos, especialmente as abelhas que são atraídas pelo pólen.

Esse processo é uma forma de aumentar a produtividade de uma plantação. “Um bom serviço de polinização gera muito mais frutos em uma mesma plantação”, ressalta o pesquisador da Embrapa. Por isso, o primeiro foco da pesquisa foi identificar uma espécie nativa e exótica que tivesse maior êxito nesse trabalho.

A abelha atendeu a dois requisitos: eficiência e facilidade de manejo. Para o primeiro buscaram uma espécie que tenha tamanho menor, que necessita de quantidade de néctar proporcional à produção das flores do aça&iac ute; e tem autonomia de voo adequada às distâncias entre as palmeiras. 

Já sobre manejo, a Scaptotrigona sp, é uma abelha fácil de criar e reproduzir, é mais rústica e tem uma resistência natural a pragas. “Uma colônia dessa abelha tem de 10 a 15 mil indivíduos, enquanto que a uruçu-amarela (abelha nativa mais popular entre os criadores da região), tem 4 mil indivíduos, ou seja, a Scpatotrigona sp. tem mais indivíduos para fazer o serviço de polinização”, finaliza Venturieri.


Veja também: A visão diferenciada das abelhas 


Fonte: revistagloborural



via Blogger http://ift.tt/1CkVpZG

Os Benefícios e múltiplos usos do Maracujá

Da flor à casca, veja o que pode ser feito com a fruta.


Nativo da América Tropical, o fruto do maracujazeiro possui vitaminas A, C e do complexo B, além de sais minerais como potássio, ferro e cálcio. Além de maior produtor, o Brasil &eacut e; o que mais consome maracujá no mundo. 

No entanto, apesar de existirem mais de 150 espécies e cerca de 70 viáveis para comercialização, o país utiliza apenas duas em maior escala (a variedade azeda, Passiflora edulis e a doce, Passiflora alata), afirma Ana Maria Costa, pesquisadora da Embrapa Cerrados e líder da Rede Passitec (Desenvolvimento Tecnológico para Uso Funcional e Medicinal das Passifloras Silvestres).

Atualmente, a Embrapa trabalha no desenvolvimento de cultivares novas, com propriedades diferentes, maior produtividade e usos múltiplos. O maracujá pérola, por exemplo, é rico em ferro e tem mais taliamina do que a maçã, além de ser fácil de produzir. Lançado em maio de 2013, já está sendo inserido no mercado por produtores do Distrito Federal e utilizado na merenda escolar, conta Ana Maria.

Segundo a pesquisadora, aproximadamente 900 mil toneladas da fruta são produzidas por ano. “A maioria vai para a produção de suco e isso gera um passivo ambiental [resíduos, como cascas e sementes] de cerca de 600 mil toneladas”. Hoje, a rede de pesquisas tem estudos para utilizar as partes do maracujazeiro de forma completa. “Tirando o suco, o resto é pouco aproveitado pela indústria”. Para ela, esses resíduos “têm potencial de industrialização e vão enriquecer o cardápio do brasileiro”.

Veja o que pode ser feito com cada parte:

1) Polpa

A polpa do maracujá azedo, o mais popular no país, é utilizada majoritariamente na indústria de sucos e em preparações caseiras. Já o doce é o famoso “maracujá de colher”, onde a polpa é consumida in natura .

2) Casca

De acordo com Ana Maria Costa, atualmente grande parte das cascas ou vão para o lixo ou para ração animal e adubo, mas a farinha feita da casca começa a ser difundida. “Ela contribui para diminuir a absorção de açúcar e gordura, ajuda no equilíbrio do intestino e dá a sensação de saciedade”, conta a pesquisadora. Com grande quantidade de fibras, pesquisas da Rede Passitec já testaram o uso da farinha em queijos e iogurtes.

A pesquisadora lembra que para obter uma boa farinha, é preciso cuidado no processamento. “São necessárias boas práticas de higiene para fabricar um produto de boa qualidade”. Segundo ela, nem sempre as grandes indústrias têm essa preocupação com a casca, por isso, os fabricantes da farinha normalmente compram a matéria-prima de processadoras menores. “A farinha boa é clarinha, bem fina e tem baixo teor de amargor”, ressalta.

A Rede Passitec também já desenvolveu um espessante a partir da casca, que foi testado em escala laboratorial na fabricação de queijo, requeijão e sorvete. A pesquisadora conta que alguns produtos já estão começando a atingir o mercado. Ela cita como exemplo a Associação de Produtores de Unaí que farão, até o fim de novembro, o primeiro teste de colocação no mercado do queijo com fibras da casca do maracujá. “Outras cooperativas também já estão se interessando por colocar o produto no mercado”.

A pesquisadora diz que também já existe licor e cachaça feitos a partir da casca fermentada. “Nesse caso, é possível usar o resíduo de grandes indústrias, uma vez que o pro cesso de fermentação purifica o material”.


3) Semente

Além de enfeitar mousses e outros pratos, ela pode ser transformada em óleo a ser usado na indústria alimentícia e de cosméticos. A Extrair Óleos Naturais produz três produtos com a semente da fruta: a versão desidratada, o óleo e o farelo desengord urado, que é a torta resultante da extração do óleo.

Sandro Reis, sócio-gerente fundador da empresa, explica que a matéria-prima vem de indústrias de polpa da fruta de diversos Estados brasileiros. “O material vem sujo e é limpo na fábrica. Utilizamos um processo de limpeza desenvolvido pela Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf) que faz isso de forma mais rápida”. Reis diz que a rapidez do processo possibilita a fabricação de um produto de melhor qualidade, pois evita a deterioração da semente, que estraga dois dias depois de ser retirada.

Ana Maria ressalta que o óleo tem boa quantidade de ômega 6 e é utilizado tanto na indústria alimentícia quanto na cosmética. “Ele pode ser usado como emoliente, pois diminui o inchaço debaixo dos olhos”. Sandro afirma que “o farelo é in teressante tanto na fabricação de esfoliantes quanto para substituir em até 25% a farinha em pães, principalmente na linha integral”.


4) Flor

De beleza marcante, a flor do maracujá é empregada na indústria de cosméticos por seu aroma. Algumas espécies também são plantadas com o propósito do uso ornamenta l.

5) Folha

É da folha do maracujá doce (passilfora alata) que a passiflorina utilizada em remédios é extraída pela indústria farmacêutica. É também da folha dessa espécie que a Natura extrai dois flavonóides empregados na fabricação de cremes rejuvenescedores. “São muito interessantes do ponto de vista cosmético, pois tem propriedade de regeneração celular”, afirma a pesquisadora.


Veja também: Os Benefícios do Limão e dicas de receitas saudáveis < /a>

 
Fonte:
revistagloborural



via Blogger http://ift.tt/1s5pfie

Conheça o Strati, o carro impresso em 3D

Corpo do veículo tem menos de 50 peças, que levam 44 horas para serem impressas. Em mais uma prova que a tecnologia de impressão 3D pode mudar o futuro do consumo e da produção, a montadora americana Local Motors apresentou o Strati, o primeiro carro impresso totalmente funcional. Todo o chassi do veículo foi criado com a técnica de manufatura aditiva, que consiste em depositar

image image image
image

via Você Realmente Sabia? Tecnologia http://ift.tt/1uVxmQy